Implantação de Coleta Seletiva

Essas informações foram úteis?
O que é?
Implantação de coleta seletiva em logradouros que não possuem o serviço. Acessar o serviço
ou
Prazo esperado
Até 30 dias corridos.
  1. O serviço poderá ser solicitado clicando no botão "ACESSAR O SERVIÇO" ao lado.
    Em seguida, efetuar o login e proceder às instruções.

  2. Caso queira solicitar anonimamente, clique no botão Solicitar Anonimamente e preencha as informações.

  • Nome completo.
  • Endereço de e-mail.
  • Contato telefônico.
  • Endereço completo da ocorrência com pontos de referência.
  • Motivo da sua solicitação.

Antes de solicitar o serviço, verifique no site www.rio.rj.gov.br/comlurb/coletaseletiva se é disponibilizado o serviço de coleta seletiva no local. Se a rua não fizer parte do roteiro da coleta seletiva, prossiga na abertura do chamado.
A solicitação para a inclusão do logradouro (rua) no roteiro (programação) da coleta seletiva será analisada pela COMLURB.
Coleta seletiva é o recolhimento de materiais recicláveis que já estejam devidamente separados e ensacados. Exemplos: papel, plástico, vidro e metal.
O material deve ser embalado em plástico transparente ou translúcido (azul e verde) para que o gari possa visualizar o conteúdo.
Não é permitido o uso de sacos pretos.
Todos os tipos de materiais recicláveis podem ser depositados em um mesmo saco.
É importante realizar uma rápida lavagem dos materiais para garantir que o reciclável esteja limpo e sem resíduos orgânicos. Pois o resíduo orgânico, além de representar risco à saúde dos catadores, contamina todo o material reciclável, não permitindo nem o seu aproveitamento e nem a sua reutilização.
Materiais recicláveis:
• Garrafas e materiais de plástico (PET, PEAD, PP e PVC), garrafas, potes e materiais de vidro, jornais e papéis, latinhas e embalagens em geral;
• Todas as embalagens que um dia possuíram em seu interior algum alimento, bebida, produto de higiene e limpeza;
• Todas as embalagens feitas de papel/ papelão, metal, plástico ou vidro;
• Se não é embalagem, mas é feito de um desses materiais que podem ser recicláveis, também deve ser separado. Só é preciso prestar atenção se estão contaminados pela matéria orgânica do lixo comum.

Importante: Existem produtos que poluem o meio ambiente. Exemplos: lâmpadas, pilhas e baterias, eletrônicos, óleo vegetais, embalagem de óleos minerais, pneus, remédios. Estes produtos não podem ser ofertados (entregues) nem para a coleta de lixo, nem para a coleta seletiva da COMLURB. É responsabilidade de todos seguir as normas e orientações da forma correta de jogar fora estes resíduos. Muitas vezes estes produtos são descartados (jogados fora) misturados no lixo comum, e vão para o aterro sanitário, contaminando o solo, e produzindo gases que poluem o ar que respiramos. Nestes casos, os fabricantes destes produtos informam à população a maneira correta do descarte. É de responsabilidade de quem consome estes produtos fazer o descarte correto.

Possíveis resultados da fiscalização:
O Art.108 da Lei 3.273/2001 - Estabelece que "Depositar resíduos diferentes daqueles a que se destinam os recipientes de Coleta Seletiva constitui infração punida com multa”

  • Lei nº 3.273, de 06 de setembro de 2001 – Dispõe sobre a gestão do sistema de Limpeza Urbana no município do Rio de Janeiro.
  • Telefone Atenção: No município do Rio de Janeiro, as ligações para a central são realizadas através do número de telefone 1746. Para outras localidades, o número da central é (21) 3460-1746.
  • Aplicativo 1746 Rio O Aplicativo 1746 conecta o cidadão à Prefeitura do Rio. Você poderá solicitar mais de mil tipos de informação e serviços públicos municipais, além de poder acompanhar o andamento das suas solicitações.