Análise de macacos ou micos achados mortos – IVISA RIO

Essas informações foram úteis?
O que é?
Coleta do cadáver de macacos ou micos achados MORTOS na cidade do Rio de Janeiro, para análise laboratorial de raiva e febre amarela. Acessar o serviço
ou
Prazo esperado
Até 24 (vinte e quatro) horas
Veja serviços relacionados em:
  1. O cidadão pode entrar em contato com a Prefeitura através da Central de Atendimento 1746 de diversas formas:
    • Via telefone através do 1746;
    • Via aplicativo para smartphone disponível para os sistemas Android e IOS. Através da plataforma o usuário pode registrar sua solicitação ou denúncia postando fotos, além de realizar o acompanhamento de seu chamado de forma ágil e prática.
    • Via portais www.1746.rio ou www.carioca.rio. Pelos portais o cidadão, além de acompanhar o andamento do seu chamado, tem a possibilidade de acessar notícias, vídeos, fotos e dados estatísticos sobre as principais demandas do serviço ou de cada região da cidade.
    Caso o cidadão não disponha de meios para acessar a Central de Atendimento 1746, poderá comparecer a uma das Regiões Administrativas – RA para registrar sua demanda. Para conhecer os endereços das Regiões Administrativas, o cidadão pode acessar o site http://www.rio.rj.gov.br/web/cvl/ra.

  • Nome do solicitante e telefones de contato.
  • Nome da instituição e endereço completo do local da ocorrência, com ponto de referência

Macacos e micos encontrados MORTOS, dentro do Município do Rio de Janeiro, serão coletados para análise laboratorial de Raiva e Febre Amarela .

Manter o cadáver isolado do contato de pessoas e animais, se possível, coberto por uma caixa ou balde para sua preservação.

Não tocar no animal, ou livrar-se do cadáver. Em caso de contato com o animal, deve-se procurar uma das Unidades de Saúde para orientação médica.

O solicitante precisa ficar atento ao contato telefônico que será feito pela equipe técnica visando confirmação e esclarecimentos.

O município do Rio de Janeiro realiza apenas o exame para diagnóstico da Raiva, por meio do Laboratório de Saúde Pública (LASP). As demais amostras são enviadas ao laboratório oficial do Estado para pesquisa, diagnóstico e investigação epidemiológica para febre amarela pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

O que este serviço não cobre

O atendimento a macacos ou micos encontrados VIVOS, mesmo que aparentemente doentes ou com lesões de traumatismo, compete à Secretaria de Meio Ambiente.

  • Lei Complementar nº 197/2018
    Decreto Rio nº 45.585/2018
  • Telefone Atenção: No município do Rio de Janeiro, as ligações para a central são realizadas através do número de telefone 1746. Para outras localidades, o número da central é (21) 3460-1746.
  • Aplicativo 1746 Rio O Aplicativo 1746 conecta o cidadão à Prefeitura do Rio. Você poderá solicitar mais de mil tipos de informação e serviços públicos municipais, além de poder acompanhar o andamento das suas solicitações.