Distribuição de Insumos para Tratamento de Diabetes com Insulina

Essas informações foram úteis?
O que é?
Disponibilização de insumos que auxiliam no tratamento da diabetes para usuários da atenção primária de saúde que estejam em uso de insulina.
Prazo esperado
Os serviços oferecidos pelas unidades de saúde dependem da avaliação inicial, realizada pelas equipes. Os atendimentos são realizados de acordo com a gravidade dos casos, portanto, o usuário é acolhido, é realizada classificação de risco e o atendimento pode ser realizado no mesmo dia, ou agendado para no máximo 30 dias.
Veja serviços relacionados em:
  1. Para receber insumos do tratamento da Diabetes com uso de Insulina, será necessário que esteja em tratamento em uma Unidade de Saúde do município do Rio de Janeiro.

A SMS distribui glicosímetros e suas respectivas fitas, lancetadores, lancetas e seringas para os pacientes em uso de insulina em acompanhamento em uma das Unidades da Rede Municipal de Saúde. Oferece educação sobre o uso correto de seringas às pessoas que necessitem insulina, tanto para o paciente quanto para seu familiar ou cuidador.

Sua dispensação deve seguir o protocolo abaixo, mas, a critério clínico, podem ocorrer mudanças na dispensação, desde que justificadas.
Crianças, adolescentes e gestantes: Fitas para 4 verificações/dia, 1 lanceta/dia, 1 seringa/dia. Adultos Tipo 1, Tipo 2, em uso de NPH e regular ou 3 doses/dia de NPH: Fitas para até 3 verificações/dia, 1 lanceta/dia, 1 seringa/dia. Adultos Tipo 2 em uso de 2 doses de insulina NPH: a critério médico, fitas para 5 verificações/semana, 1 lanceta/3 dias, 1 seringa/dia. Adultos Tipo 2 em uso de 1 dose de insulina NPH: Fitas para 3 verificações/semana, 1 lanceta/semana, 1 seringa/2 dias.

A SMS também dispõe de material informativo sobre aplicação, transporte e descarte. Recomenda-se realizar o descarte dentro de embalagem de plástico resistente, com abertura larga e tampa com fechamento adequado do tipo embalagem de amaciante de roupa. Outra opção é utilizar latas metálicas, com tampa do tipo latas de achocolatados e leite em pó. Importante identificar essa embalagem com uma etiqueta onde deve estar escrito: “material biológico” ou “contaminado” antes de levá-la para a unidade de saúde.

  • Telefone Atenção: No município do Rio de Janeiro, as ligações para a central são realizadas através do número de telefone 1746. Para outras localidades, o número da central é (21) 3460-1746.
  • Aplicativo 1746 Rio O Aplicativo 1746 conecta o cidadão à Prefeitura do Rio. Você poderá solicitar mais de mil tipos de informação e serviços públicos municipais, além de poder acompanhar o andamento das suas solicitações.