Fiscalização de pesca predatória

Essas informações foram úteis?
O que é?
A patrulha ambiental realiza vistoria para fiscalização de pesca predatória mediante a solicitação do cidadão na central 1746. Acessar o serviço
Prazo esperado
3 dias corridos
  1. O serviço poderá ser solicitado clicando no campo "ACESSAR O SERVIÇO" ao lado

  2. O cidadão pode entrar em contato com a Prefeitura através da Central de Atendimento 1746 de diversas formas:

    • Via telefone através do 1746;

  3. • Via portal www.1746.rio

  4. • Via aplicativo 1746 para smartphone disponível para os sistemas Android e IOS.

  • Solicitante deverá informar o local onde está acontecendo a pesca predatória. (endereço completo com ponto de referência para facilitar a localização pelos fiscais).
  • Informar o dia em que ocorre a pesca predatória e os horários em que foram observadas a ocorrência.
  • Informar um número de telefone válido, caso a fiscalização necessite de alguma informação adicional.

Serviço de fiscalização de pesca predatória em lagoas e rios, ou coleta de caranguejo em manguezais. (destacamos que a pesca predatória é caracterizada pelo uso de explosivos, substâncias que impactam negativamente no ambiente, ou pela adoção de métodos proibidos por autoridade competente, como o arrastão ou tarrafa)

O que este serviço não cobre

O serviço não cobre a fiscalização de pesca realizada com molinete, puçá ou anzol, caracterizada como artesanal

  • Telefone Atenção: No município do Rio de Janeiro, as ligações para a central são realizadas através do número de telefone 1746. Para outras localidades, o número da central é (21) 3460-1746.
  • Aplicativo 1746 Rio O Aplicativo 1746 conecta o cidadão à Prefeitura do Rio. Você poderá solicitar mais de mil tipos de informação e serviços públicos municipais, além de poder acompanhar o andamento das suas solicitações.